Como combater celulites

Olá, este post é para você que anda cansada de brigar com o espelho por causa das celulites que anda vendo através dele. Bom, eu separei para você algumas dicas incríveis de como combater celulites.

Talvez você não saiba, mas o aparecimento das celulites pode ser resultado de diferentes fatores, dentre eles a gordura localizada, alterações hormonais, a retenção de líquidos e até a má circulação. O resultado é: furinhos e aparência de casca de laranja.

Sabendo das possíveis causas, existem métodos que podem te ajudar a combater a celulite, mas lembre-se de que este é um processo que requer tempo, paciência e sobretudo bastante disciplina.

Indo direto ao ponto, a primeira dica que tenho para combater a celulite, é o uso de cremes e produtos anticelulite. Não, eles não fazem milagre e devem ser conciliados à bons hábitos alimentares e um estilo de vida saudável também. Atividades físicas regulares podem ser a solução nos casos de celulites mais superficiais, as conhecidas como celulites de grau I ou II.

O uso dos cremes deve ser feito diariamente e não um dia ou outro, como muitas pessoas costumam fazer. Vale colocar um lembrete no celular ou deixar o creme bem visível para que você não esqueça. Alguns dermatologistas afirmam, que o uso correto duas vezes ao dia dos cremes pode deixar os resultados visíveis já nos dois primeiros meses de uso. Na página abaixo você pode conhecer um muito bom:

http://mundosaudavelbr.com/celumax-funciona/

Dica número 2

Como as celulites podem ser resultados de alergias alimentares, se for o seu caso, evitar alimentos alergénicos é a saída mais indicada. Neste caso, você deverá buscar ajuda de um nutricionista que o ajudará a suprir a carência do determinado alimento.

No geral, alimentos de difícil digestão são os maiores causadores, ou seja, as carnes, principalmente as carnes vermelhas. Se você suspeita de algum alimento, deixe-o fora do seu cardápio por pelo menos 30 dias e observe se há uma melhora no aspecto. Se isso acontecer, esse alimento é a causa de celulites em você.

A dica número 3 está relativamente ligada ao uso dos cremes, quero dizer, na forma como se aplica. Você deve massagear a região afetada, fazendo movimentos circulares, isso vai ativar a circulação sanguínea, facilitando a penetração dos ativos da fórmula. As massagens são também importantes para desinchar a região afetada pelo acúmulo de toximas.

Dica número 4

Intestino saudável, pele e aparência saudáveis! Parece mentira, mas o bom funcionamento intestinal é uma das melhores maneiras de combater a celulite. Em nosso intestino é onde acontece a separação de tudo que é importante e do que não faz bem ao nosso organismo. Por esta razão, tomar bastante água e incluir fibras à sua alimentação é essencial para viver longe das celulites.

Evitar gorduras trans e optar pelo consumo de frutas diuréticas é a maneira mais eficiente de limpar as toxinas e se hidratar ao mesmo tempo. Veja mais dicas relacionadas a isto:

Seguidas as instruções acima, eu duvido muito que celulite seja um problema em sua vida. Que tal começar agora a combater esse problema. Sem celulite, amigas do espelho, mulherada feliz!


Pare de sofrer com a queda de cabelo

Anda sofrendo com queda de cabelo? Pare se sofrer já!  Existe um problema muito desagradável que pode atingir todos nós, em qualquer fase da vida. Independentemente, se é homem ou mulher, está sujeito a sofrer com queda de cabelo.

Se tem sofrido com problema e anda buscando soluções, neste artigo, mostraremos algumas das causas da queda de cabelo e dicas valiosas de como se livrar desse problema.

Causas da queda capilar

Existem muitas coisas que podem promover a queda de cabelo e, consequentemente, diversos tipos de tratamento, tanto para casos leves, até os mais graves. Essas são as causas mais comuns da queda de cabelo:

  • Estresse – o estresse aumenta os níveis de cortisol no sangue. E isso pode originar entre outras coisas, a queda de cabelo.
  • Doenças Autoimunes – são doenças desenvolvidas pelo nosso próprio organismo, como a alopecia areata.
  • Distúrbios hormonais – problema de produção hormonal é a causa mais comum na queda de cabelo feminina, assim como o hipotireoidismo.
  • Déficit alimentar – ausência de algumas vitaminas, sais minerais essenciais para nosso organismo podem causar também a queda de cabelo.
  • Fatores genéticos – algumas pessoas nascem com uma questão hereditária, que promovem maior propensão ao raleamento e afinamento dos fios.
  • Química e excesso de calor – a química e o excesso de calor podem causar a perda de aminoácidos, lipídios e outros nutrientes, fazendo com que os fios percam a vitalidade.

Existem muitas causas para a queda de cabelo, mas também existem muitos tratamentos. Assista ao vídeo da Michelle Almendra no qual ela dá dicas de como resolver esse problema:

Tratamentos para a queda de cabelo

Antes que procure algum dos tratamentos a seguir, é preciso que consulte um médico dermatologista para que ele possa diagnosticar a causa exata do seu problema e o tratamento ideal.

  • Soluções naturais – existem muitos métodos caseiros, de uso tópico (direto no couro cabeludo) para ativar o crescimento do cabelo, como uso de gengibre, óleo de coco e óleo de rícino.
  • Massagem capilar – ao lavar o cabelo, pode massagear o couro cabeludo, lentamente e em movimentos circulares para poder ativar a circulação sanguínea e aumentar o crescimento dos cabelos.
  • Produtos específicos – existem também produtos de uso tópico disponíveis no mercado, específicos para o tratamento da queda de cabelo, tanto nacionais como importados.
  • Suplementos alimentares – existem diversos suplementos alimentares disponíveis no mercado que repõem as vitaminas e os sais minerais que nosso organismo precisa para acabar com a queda de cabelo.  Tem alguns bem conhecidos e usados até por famosos, o Tulio Maravilha usa Hairloss Blocker por exemplo.

As soluções naturais e cuidados diários para que isso não aconteça são importantes e podem ser seguidas sem restrições. Mas é importante que procure seu dermatologista antes de tentar qualquer outra coisa por conta própria. Tentar resolver esse problema sozinho não é recomendado, você pode acabar agravando-o.